(47) 999 333 606
  

Atravessando um rompimento amoroso

walking_towards_light

O tema dos relacionamentos amorosos é, seguramente, um dos mais tematizados nos consultórios de psicoterapia.

Quando em meu trabalho recebo alguém que vive dificuldades nessa área e que expressa um desejo de melhorar o seu relacionamento, após um tempo de análise procuro sempre compartilhar informações construtivas e boas práticas para resgatar a saúde do relacionamento.

Muitas vezes, quando um dos parceiros decide colocar em prática este tipo de orientação, ele consegue provocar repercussões positivas no relacionamento. Outras vezes, porém, os limites para o resgate da relação vão além da vontade da pessoa que procura ajuda, por agravamentos e circunstâncias diversas, entre elas o desengajamento do parceiro. O resultado muitas vezes é a realidade de ter de atravessar, à revelia da própria vontade, a dor de um rompimento amoroso.

Esta costuma ser uma experiência emocionalmente difícil, tanto mais quanto mais aprofundado tiver sido o relacionamento que se rompeu. Para ajudar as pessoas que se encontram nesta situação, organizei o texto abaixo, que traz algumas sugestões de como passar de forma mais segura por uma experiência deste tipo.

O texto foi compilado, adaptado e traduzido por mim, baseado nos artigos 5 Remedies to Heal the Heartbreak of Divorce e e How Long Does Typical Divorce Recovery Take?

Peça e aceite ajuda. Converse sobre a sua dor com as pessoas de sua confiança. Deixe que saibam quando você não estiver se sentindo bem.

Reflita serenamente sobre as expectativas que havia criado. É natural entrarmos em um relacionamento esperando o melhor, porém a mensagem subliminar do “felizes para sempre” é promovida em nossa cultura de forma leviana, sem levar em conta as complicações inerentes ao ato de se relacionar, e os esforços necessários por parte de ambos os parceiros para contorná-las. Se um relacionamento não deu certo, é porque um ou ambos não puderam, ao menos não neste momento, contornar os desafios que são inerentes ao convívio íntimo com alguém.

Observe e aceite as emoções que está sentindo. É comum numa experiência de separação experimentar estados de tristeza, desespero, raiva, sentimento de injustiça, mágoa, misturados com momentos de alegria, tranquilidade e até alívio (especialmente se o relacionamento tinha uma dinâmica disfuncional). Todos esses sentimentos são parte da nossa humanidade. Compreender isto é importante, assim como também é importante reconhecer que somos algo além destas oscilações. As emoções destrutivas são como nuvens passageiras; não devemos nos identificar com elas e nem agir a partir delas.

Encontre o seu centro. Esta é uma medida muito importante, que sempre procuro reforçar junto às pessoas que atendo. Quando as coisas ao nosso redor movem-se e mudam muito bruscamente, como o que acontece nos rompimentos amorosos, é hora de se reconectar com dedicação a tudo aquilo que nos traz paz, centramento, e respostas. Para alguns, este centro é encontrado na espiritualidade; para outros, em atividades meditativas e de atenção plena, como exercício físico, hobbies, artes. O seu centro é aquilo em que você pode se apoiar quando tudo o mais parece ruir.

Reconecte-se com seus sonhos. Embora você possa sentir que suas esperanças e sonhos foram embora com o término do relacionamento, você ainda possui a imaginação e a capacidade de criar novos sonhos. Você pode até sentir que o futuro que imaginava tenha sido roubado de si, mas você ainda pode começar a imaginar uma nova vida que valha a pena construir.

Mantenha-se inspirado. O desespero é o outro lado da esperança, então se perdermos a esperança, as coisas podem se tornar escuras. É essencial que você se mantenha inspirado e funcionando. Você pode buscar inspiração em pessoas que admira, frases, blogs, livros, palestras, até mesmo nos seus filhos se os tiver. Você ficará tentado a desistir, mas precisa se esforçar em dar um passo adiante a cada dia.

Aceite a sua nova realidade e siga em frente quando sentir que isso for apropriado. Isto não significa que será fácil ou prazeroso num primeiro momento. Tenha fé e confiança de que as coisas darão certo.